Apresentação do Cordel Jeito diferente de falar

segunda-feira, 9 de maio de 2016

MÃE


HOMENAGEM AS MÃES
























Foto google


Segundo domingo de maio
É uma data especial
Para o filho que estima
O grande amor maternal
 Que entre todos se destaca
Não existe outro igual.

O amor de mãe é ternura
É o maior que existe
Perdoa e sempre acolhe
Não vacila e persiste
É sempre colocado a prova
Mas jamais ela desiste.

Amor igual ao de mãe
Confesso eu não conheço
Vence qualquer obstáculo
Amor assim não tem preço
Todo filho que se preza
Por sua mãe tem apreço.

As mães com todo carinho
Toda a nossa gratidão
Essa simples homenagem
Recheada de emoção
Pelo seu imenso valor
E tão sublime missão.

Existe um velho provérbio
Que é muito popular
Coração de mãe é tão grande
Que pra mais um tem lugar
Sendo assim tão generosas
Com tanto amor pra doar.

Mães sempre demostram
Carinho e muita atenção
Cuida bem da sua prole
Com afinco e dedicação
Principal coluna do lar
Nosso amor e gratidão.
                     Juarês Alencar Pereira
                            Téc. Ger. de Cultura.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Banco da Amazônia é o patrocinador oficial do Projeto Rimas que Ensinam no Tocantins


                   Representante do Banco da Amazônia vem a Palmas conhecer o
                                          Projeto Rimas que Ensinam.   

BANCO DA AMAZÔNIA PATROCINA PROJETO RIMAS QUE ENSINAM NO TOCANTINS



O Projeto Rimas que Ensinam, conquista mais uma vitória, depois de alguns anos em plena atividade através de oficinas, palestras, apresentações em escolas públicas e privadas, faculdades, eventos culturais e Salão do Livro do Tocantins, sendo um dos vencedores do “Prêmio de Valorização dos Trabalhadores em Educação do Tocantins em 2011”. Através  da Literatura de Cordel no mesmo ano recebi da ASNOT – Associação dos Nordestinos no Tocantins, uma homenagem, reconhecendo a importância desse trabalho para o enriquecimento da cultura nordestina no Tocantins. Agora o Projeto ganha mais força e destaque, sendo um dos vencedores do Edital de Patrocínio Cultural do Banco da Amazônia 2015\2016. O Patrocínio contempla a distribuição de um kit de literatura de cordel (caixa contendo 10 cordéis), para todas as Unidades Escolares Estaduais do Tocantins e a realização de cinco oficinas em cidades polos, que capacitará professores e alunos possibilitando conhecer as técnicas de produção, as modalidades e as diferentes formas de apresentação dessa rica literatura. Os participantes serão multiplicadores do conhecimento em suas respectivas unidades escolares. O Projeto será desenvolvido no período de Maio a Outubro de 2016 e contará com o apoio da SEDUC-TO.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

TAQUARUÇU


Bem na encosta da serra
Uma paisagem singular
A bela taquaruçu
Que nos leva a admirar
Seus encantos e beleza
Presente da natureza
Que dá gosto contemplar.

Essa terra abençoada
Bonita e hospitaleira
Onde o tempo corre manso
Sem estresse e canseira
Que descansa até a alma
Nesse cenário que acalma
Tendo a paz como parceira.

Recanto das cachoeiras
De beleza e aventura
Lindas trilhas ecológicas
Tirolesa nas alturas
A flora e fauna é presente
Da natureza pra gente
Preservada e in natura.

Também sou do pé da serra
Das paragens do Exu
Do sertão pernambucano
Reduto da tribo Ançu
E hoje cumpro o meu papel
Trago pra todos o cordel
Na bela taquaruçu.


Juarês Alencar Pereira
Téc. da Ger. De Cultura

SEDUC-TO.

terça-feira, 26 de abril de 2016

CORDEL PARA A I- JORNADA DE FORMAÇÃO DO TOCANTINS

 VIVENDO E APRENDENDO

Nosso grande Paulo Freire
Já pregava em sua doutrina
Que bom mestre não é aquele
Que simplesmente ensina
Mas sim aquele que aprende
E essa prática é rotina.

Quem aprende sempre ensina
Essa lógica é linear
Quem busca sempre encontra
Nunca podemos parar
Pois é nessa roda viva
Que o saber faz girar.

Ao falar de formação
Numa abordagem geral
Refere-se à continuidade
Da formação inicial
Visando-se assim melhorar
A postura profissional.

Pensando sobre o ensino
Como grande construção
É preciso se antenar
E ampliar mais a visão
Pois através do ensinar
Aprende-se nova lição.

Já dizia o grande Sócrates
Na arte de filosofar
Eu só sei que nada sei
Era esse o seu pensar
Pois o conhecer é infinito
Não queira estacionar.

Na grande escola da vida
Nunca devemos parar
Seja um eterno aprendiz
Continue sempre a buscar
O conhecimento é uma fonte
Que jamais vai se esgotar.

Do saber ninguém é nato
Por isso vamos buscar
E nessa busca constante
Conhecimento agregar
Nossa mente se renova
Vamos nos capacitar.

Está previsto no Plano
Estadual de educação
Dentro das suas metas
Conforme a previsão
Consolidar as políticas
Dando a devida atenção.

Reza a meta dezenove 
Sobre a colaboração
O Estado em parceria
Garantir a formação
Junto com o município
E também a união.

Dentro da meta vinte
No primeiro ano prever
O programa de formação
O estado promover
Estendendo aos municípios
Que queiram parte fazer.

Já na meta vinte e um
Refere-se a valorização
Sobre as condições de trabalho
Dar a maior atenção
Garantir ao PCCR
A sua reestruturação.

É vivendo e aprendendo
Para não ficar pra trás
Quem almeja o saber
Não desiste jamais
Tem sede do conhecimento
E sabe que é capaz.

Eu já falei e repito
Com toda convicção
Quem quiser vencer na vida
Tem que abrir a visão
Ser um eterno aprendiz
E não se achar sabichão.

Deixamos essa mensagem
A todos nessa abertura
Em forma de verso e rima
Juntos nessa mistura
Fica aqui um grande abraço
Dessa trupe da cultura.


Autor: Juarês Alencar Pereira.
    Téc. da Ger. Cultura - Seduc-to


sexta-feira, 1 de abril de 2016

APRESENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA VAMOS LER PARA 2016 SEDUC-TO




O Programa Vamos Ler
Há muito tempo em ação
Está inserido no Plano
Estadual de Educação
Lá na meta vinte e três
Eu vou mostrar pra vocês
Conforme a descrição.

Nessa estratégia destaca
O incentivo a leitura
Para que todos tenham
Essa prática e cultura
Formando e capacitando
E as parcerias firmando
Dentro dessa conjuntura.

Esse programa arretado
Que tem grande dimensão
Com ênfase no dia “D”
Dando maior atenção
As temáticas adotadas
Sendo bem trabalhadas
Em toda educação.

Um tema interessante
Que tem grande relevância
São os povos indígenas
Com sua real importância
Será debatida e estudada
E depois apresentada
No dia da culminância.

Outra temática escolhida
Que está nessa fileira
Tendo lugar garantido
Com enfoque de primeira
Faz o povo despertar
E cada vez valorizar
A cultura Afro-brasileira.

Já em outro dia “D”
Vamos focar refletores
Para homenagear
Todos nossos escritores
A literatura tocantinense
Que a todos nós pertence
Será alvo dos leitores.

O programa vamos ler
Segue sua trajetória
Com uma nova roupagem
Continua sua história
Juntos com todos vocês
Em dois mil e dezesseis
Só tem a cantar vitória...

Vamos continuar essa história
Através da ilustração
Das duas criaturas ranzinzas
Lambanceiras de profissão
Mexeriqueiras de primeira
Ignorantes e faladeiras
Que gostam de confusão.

Quero ver de camarote
As pestes aqui se encontrar
Vamos ver essa disputa
No que mesmo pode dar...
As duas vão botar pra valer
E o Programa Vamos Ler
Vão aqui destacar.

Adivinhem de onde são
As duas beldades bacanas
Uma é tocantinense
E a outra pernambucana
Quero ver desatar o nó
E disputar no gogó
Aplaudam ou entram em cana.



As duas ranzinzas entram....




Oxente! o que faz aqui?
O que é que veio ver?
Não acredito tá querendo
Sobre a leitura saber?
Pois essa,tiro de letra
Nem vem com tuas mutretas
Dizer que quer aprender.

Siá... Deixa de ser metida
E pare de fazer drama
Não tou nem aí pra tu
Não venha com suas tramas
Pois vou logo te dizer         
Que o Programa vamos Ler
É pra quem a leitura ama...

Para todos que não sabem
Quero pra vocês falar
Que este programa é bacana
Só temos com ele a ganhar
Pois ele está nas alturas
Desenvolve a leitura
Para o homem libertar...

Todos sabem do sucesso
Suas ações são pra valer
Melhora as bibliotecas
Incentiva o povo ler
O Salão do Livro realiza
E a leitura democratiza
Disseminando o saber...

Nesse novo momento
Do programa vamos ler
Que vem com toda garra
Dando asas ao saber
Enfatizando a leitura
Pra termos essa cultura
Com as letras conviver...

Autor:
Juarês Alencar Pereira.