Apresentação do Cordel Jeito diferente de falar

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Matéria do blog da DRE sobre publicação de literatura de cordel

Juarês Alencar - O Cordel em destaque
O Professor Juarês Alencar - Coordenador do Programa da Aceleração da Aprendizagem, nesta Diretoria de Ensino, tem mais uma de suas produções publicadas em documento acessível a professores e alunos. A publicação do Cordel A Áfirica de todos nós foi realizada pelo CENPEC - Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária, no Caderno 3 do Projeto Ensinar e Aprender - Aceleração da Aprendizagem / História - 6º ao 9º Ano. A atual Edição foi Revisada e Ampliada para o Estado do Tocantins/2010 a partir da Edição original do Estado do Paraná/1998.
Leia a estrofe de intodução do referido Cordel:

A África é um continente
De cultura diversificada
São os nossos ascendentes
Devendo ser respeitada
Por todos os brasileiros
Deve ser valorizada.

Mais 13 estrofes foram publicadas e vale a pena conhecer. O conteúdo oportuniza uma aprendizagem valiosa e agradável para os profissionais das diversas áreas, alunos e público em geral.

A África pelo olhar de um poeta do cordel
„„Leia com atenção os versos a seguir, de Juarez AlencarPereira:

A África de todos nós

A África é um continente
De cultura diversificada
São os nossos ascendentes
Devendo ser respeitada
Por todos os brasileiros
Deve ser valorizada.

Esta terra tem belezas
É um continente gigante
Tem savanas e desertos
E uma cultura brilhante
A terra dos orixás
De um povo fascinante.

Lá estão nossas origens
Devido a colonização
Trouxeram os africanos
Para a escravização
Fazendo assim no Brasil
A grande miscigenação.

África do rio Nilo
Da grande civilização
Refiro-me ao Egito
Com toda a criação
Hieróglifos e pinturas
Pirâmides e mumificação.

Um grande evento ocorreu
Em nome do capitalismo
Numa exploração terrível
Chamada de colonialismo
Era a corrida desenfreada
do famoso imperialismo.

Cada país europeu
Começou esse trabalho
Invadiram toda a África
Sendo esse o atalho
E o continente africano
Virou colcha de retalho.

Depois de muitos anos
Que a África foi dominada
Pela ganância européia
Ela foi espoliada
Política e culturalmente
Ficando assim arrasada.

Nasceu assim um desejo
Em prol da libertação
Criou-se um movimento
Visando a emancipação
Iniciando na África
A descolonização.

O regime de apartheid
Promoveu a segregação
Dos povos da África do Sul
Gerando insatisfação
Destacando-se Mandela
Na luta pela libertação.

A respeito de Mandela
Grande líder popular
Foi preso por vinte anos
Mas continuou a sonhar
De ver na África do Sul
Esse regime acabar.

Após a libertação
Desse líder insistente
Chegou a vez de seu povo
Ter um governo decente
Fizeram de Mandela
Ser um negro presidente.

A África do Sul é rica
Em produção de diamantes
Em pleno desenvolvimento
48 milhões de habitantes
Possui nove etnias
E todas são relevantes.

África do Sul é um país
África é um continente
Nunca confunda isto
Fique assim bem ciente
Apesar de parecer
São coisas bem diferentes.

Esse é um pequeno relato
Da história africana
Enfocando os desmandos
Da Europa soberana
Que atormentou a África
Com as incursões tiranas.

Esse belo continente
De sofrimento algoz
É parte de nossa cultura
Digo em alta voz
Me refiro com orgulho
A África de todos nós!

Juarez Alencar é pernambucano de Exu, terra de Luiz Gonzaga,
e tocantinense por adoção. Professor de História em
Colinas (TO) foi assessor de currículo de História e atualmente
Coordenador do Programa da Aceleração da Aprendizagem
da DRE-Colinas É autor de inúmeros trabalhos na área de
cultura popular e promove oficinas de cordel nas escolas.
OBS: Texto copiado na íntegra da publicação do material do CENPEC.